18 de Maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

0

Nesta noite de quinta-feira (17/05), alunos da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR), participaram de palestra, no intuito de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la, pro engajamento contra a violação dos direitos sexual de crianças e adolescentes.

No ano de 2014, foram registradas 24.575, denúncias de violência sexual, contra crianças e adolescentes no Brasil, desses casos, 19.165 foram de abuso e 5.410 de exploração sexual infantil, dados divulgados pelo Disque Direitos Humanos, tendo Maio o principal momento da divulgação sobre o assunto.

Está sexta-feira (18/05), é o dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data escolhida pelo fato que em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada cruelmente e assassinada, sendo seu corpo encontrado dias depois carbonizado, os agressores nunca foram punidos, com tudo, a forte mobilização da sociedade perante ao caso, tornou-se a força dos direitos das crianças e adolescentes, desde então, os brasileiros se unem e manifestam contra este tipo de violência, nesta data.

Tatiane Matoso psicóloga do CRAS e Lorença de Fátima Ferreira, tutora do curso de Serviço Social, realizaram a palestra, desenvolvendo nos alunos a importância sobre o caso, Tatiane explica a diferença entre Pedofilia e Abuso Sexual, “A Pedofilia não é crime, ela é uma doença, pois está na “Mente”, do suposto agressor, ele ainda não praticou o ato, então não se relaciona como crime e sim como doença que necessita tratamento, já o Abuso Sexual, vem ser crime, pois o momento que o agressor, toca na criança ou adolescente, já pratica o ato, até mesmo mostrando fotos ou vídeos pornográficos, isto é crime, determinando providencias a serem ligeiramente tomadas”, frisa.

A data 18 de Maio tem o seu foco no combate deste crime bárbaro, não sendo somente o abuso, (que normalmente acontece no seio familiar do jovem), mas também a exploração sexual. Muita gente confunde o significado do abuso sexual com a exploração sexual. São duas coisas diferentes. A exploração sexual consiste em usar a criança ou o adolescente como meio de faturar dinheiro, oferecendo o menor como “ferramenta” de satisfação sexual.

Pensando nisto, em São Mateus do Sul, foi realizado uma Passeata, com diversas pessoas no intuito de mobilizar sobre o assunto, “Um País que não cuida das crianças não cuida de ninguém. Temos de lutar para que tenhamos um Brasil voltado para essa temática”, afirma a tutora do curso de Serviço Social, Lorença.

Segundo o site do Disque *100, existem diversas maneiras de realizar a denúncia, no CREAS, CREA, Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Conselho Tutelar e a maneira mais aconselhável o Disque 100 funciona diariamente, 24 horas, por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel, bastando discar 100. As denúncias podem ser anônimas, e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado pelo demandante.

Por fim, a passeata teve seu inicio na rodoviária, com diversas pessoas incentivadas a combater o abuso de crianças e adolescentes, tendo seu percurso aproximadamente por um quilometro, a Rádio Cultura Sul FM, participou e também apoia totalmente a ação, seu término foi também na rodoviária. Confira as fotos!

Da Redação Portal Cultura Sul FM, Reportagem: Lucas Ricardo Cordeiro Ferreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here